O GBIF apoia iniciativas por meio de programas como o CESP para melhorar a capacidade dos países e organizações parceiras que contribuem e se beneficiam da plataforma global de dados em biodiversidade. Países participantes da rede GBIF são convidados a submeter propostas no edital anual do CESP visando melhorar as capacidades identificadas na organização, qualidade, publicação e uso de dados e informações sobre biodiversidade bem como facilitando a colaboração entre participantes nos níveis regional e global.

Em 2020, o Brasil em parceria com outros países da América Latina e Caribe (LAC) submeteram uma proposta para a realização de um workshop em São Paulo em 2021 para conhecer os diferentes sistemas de informação em Biodiversidade com o objetivo de avançar na implementação e aprimoramento dos portais nacionais, intercambiar experiência e estabelecer novas parcerias na região LAC. O tema principal a ser abordado será a construção de banco de dados taxonômicos nacionais e a publicação e visualização de dados e informações sobre as espécies de flora e fauna.

O título do projeto é "National Portals Workshop: taxonomic databases, species data information and visualization". A Rede Nacional de Pesquisa (RNP) é a proponente em nome do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e tem como parceiros os países participantes do GBIF; Argentina, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, México, e Peru. Finalmente, contaremos também como a participação de um representante da base de dados internacional de Vertebrados, a Vernet.

Em breve divulgaremos mais informações.