Busque e analise

Provedores de dados do SiBBr

O SiBBr, além de disponibilizar dados das coleções biológicas do Brasil, é um repositório de dados de programas e projetos de pesquisa em biodiversidade, de listas de espécies oficiais e informações ambientais produzidas por instituições governamentais bem como de redes colaborativas nacionais e internacionais. Tais iniciativas, embora não dispõem de acervos científicos, produzem e publicam dados continuamente, sendo provedores de dados do SiBBr. Existem várias categorias de provedores de dados do SiBBr. Confira os dados dessas redes, instituições e programas clicando em cada provedor.

  • Programas de pesquisa em ecologia e biodiversidade
  • Projetos e programas de pesquisa de longa duração estão associados à obtenção de dados ecológicos e/ou dados de eventos de amostragem. Esses dados descrevem ocorrências de espécies no tempo e no espaço junto com detalhes do esforço amostral. Tanto estudos pontuais quanto programas de monitoramento, com protocolos definidos, irão gerar dados quantitativos que viabilizam a detecção de mudanças e tendências populacionais. São fundamentais para subsidiar políticas voltadas para conservação da biodiversidade e dos ecossistemas, além de prognósticos da biodiversidade.


  • Projetos de pesquisa em biodiversidade
  • Projetos e iniciativas, como o Refauna e Reflora são fundamentais para aumentar o conhecimento histórico da biodiversidade brasileira. Esses projetos tem como objetivo a repatriação digital de espécimes, a maioria descritas pela primeira vez (holótipos), coletadas no Brasil e catalogadas em herbários e museus de zoologia da Europa e dos Estados Unidos.


  • Instituições governamentais
  • Instituições governamentais como o Ministério do Meio Ambiente - MMA, o Instituto Chico Mende de Conservação da Biodiversidade - ICMBio, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis IBAMA e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE produzem dados e informações oficiais, muitas vezes em parceria com universidades e pesquisadores. Confira os dados dessas instituições clicando em cada provedor.


  • Redes e iniciativas internacionais
  • O SiBBr divulga dados e informações de redes, projetos e iniciativas nacionais e internacionais. Destacam-se as iniciativas de ciência cidadã de relevância internacional como o eBird e o iNaturalist, com dados de ocorrência de espécies no Brasil bem como imagens georreferenciadas, a Encyclopedia of Life - EOL, que fornece imagens e dados taxonômicos; além do GBIF, com dados repatriados bem como imagens e listas de espécies.


  • Redes brasileiras e grandes acervos
  • O trabalho coordenado de diversas instituições na organização, atualização e hospedagem dos dados e/ou imagens com foco em determinado grupo taxonômico ou região, constitui uma rede colaborativa. Destacam-se a rede Taxonline para coleções do estado do Paraná e a rede JABOT coordenada pelo Jardim Botânico do Rio de Janeiro. O JABOT é também um sistema de gerenciamento e visualização de dados de herbários, onde posteriormente, a informação também é compartilhada e divulgada por meio do SiBBr. O CRIA por meio da ferramenta speciesLink organiza, hospeda, atualiza e dá acesso a dados de coleções biológicas que posteriormente também são divulgados no SiBBr. A maioria dos sistemas de gerenciamento de coleções biológicas, tais como o Specify, Brahms, SiColNet (Fiocruz), Alelo (Embrapa), entre outros, conectam as bases de dados com o Integrated Publishing Toolkit (IPT), ferramenta de publicação e compartilhamento de dados em biodiversidade mais utilizada pela comunidade científica nacional e internacional. Desta forma, várias instituições e grandes acervos dispõem de um IPT institucional, facilitando o consumo no SiBBr e posterior compartilhamento na rede GBIF. Confira os dados dessas redes, coleções e grandes acervos clicando em cada provedor.