Pesquisa SiBBr

A pesquisa conduzida pelo SiBBr teve como objetivo levantar dados das instituições que seriam potenciais provedoras de dados, identificadas a partir dos mapeamentos conduzidos por consultores contratados. Esse mapeamento listou universidades, centros de pesquisa, museus, órgãos estatais, jardins botânicos, parques zoológicos e outras entidades que possuem informação relevante ao contexto do SiBBr. O preenchimento dos formulários da pesquisa foi feito por pontos focais indicados pelos dirigentes das instituições.

Um dos focos da pesquisa foi a coleta de dados sobre as coleções biológicas, com vistas a construção de um cadastro nacional de coleções, para se obter um retrato sobre o número exato de coleções, sua localização, tamanho dos acervos, condições de infraestrutura e estágio de informatização.

Os dados aqui apresentados se referem à última análise conduzida em julho de 2013, que compila e analisa informações referentes às 237 instituições amostradas.

Os dados da pesquisa são claramente ainda uma amostra do total de instituições que possuem coleções, mas certamente já ja revelam indicações importantes dos problemas a serem enfrentados.

A atividade de mapeamento e pesquisa do SiBBr será aprimorada com novas estratégias de abordagem das instituições e com reformulação do questionário, de forma que se possa construir um diagnóstico confiável do cenário nacional que certamente contribuirá para a atualização e formulação de novas diretrizes e estratégias para a modernização e fortalecimento das coleções biológicas brasileiras.