Notícias

Pesquisadores comemoram conservação de tartarugas marinhas no Brasil

A soltura simbólica do "Filhote 20 Milhões" contou com a participação de muita gente bacana: músicos, amigos, pesquisadores e pessoas que de todas as formas ajudam a proteger as tartarugas marinhas. O evento aconteceu na Praia do Forte (BA), no dia 27 de fevereiro, onde está o centro de visitação, sede nacional do Projeto.

Divulgação/Tamar
Soltura aconteceu na Praia do Forte (BA), no dia 27 de fevereiro na sede nacional do Projeto Tamar

Agora será a vez do Tamar comemorar essa marca histórica com os amigos de outras bases de pesquisa e conservação pelo Brasil, que já estão preparados para mais manifestações de amor pelas tartarugas marinhas.

Na última sexta-feira (13), a soltura aconteceu no Oceanário de Aracaju. Já nesta terça-feira (17), a soltura das tartarugas marinhas irá acontecer em Fernando de Noronha.

Evento

A importância de eventos como este é chamar a atenção da sociedade para algo que é responsabilidade de todos nós: cuidar das tartarugas marinhas, dos oceanos e do meio ambiente, explica o coordenador nacional e um dos fundadores do Projeto Tamar, oceanógrafo Guy Marcovaldi.

Aos 35 anos, com 20 milhões de filhotes no mar, os pesquisadores estão felizes, pois uma nova geração de tartarugas marinhas nasceu no Brasil e já está a repovoar nossas praias.

Cerca de 1.000 pessoas participaram do dia de comemorações na Praia do Forte (BA), em fevereiro, se emocionaram com a soltura especial e depois dançaram e cantaram ao som de apresentações cativantes, do carnaval de Salvador como, Ricardo Chaves, Gerônimo, Saulo, Luciano Calazans, Ana Mametto e muitos outros.

Por Portal Brasil - Fonte: Projeto Tamar